Compra de Bitcoin: como funciona e qual estratégia usar

Compra de Bitcoin: como funciona e qual estratégia usar

14/05/2021 0 Por Viviane

Hodler versus Trader, qual estratégia é a melhor? A gente não escreveu errado não! No mundo cripto, a gente falar HODL mesmo, é uma piada
e interna dos bitcoiners com o famoso buy n’ hold.

A primeira diferença é o tempo que cada uma dessas estratégias segura o ativo.

O hodler, ou holder no mercado tradicional, ele compra Bitcoin e só pensa
em vender daqui 10, 20, 30 anos.

É aquela pessoa, que compra Bitcoin sem ter em mente quando vai vender. Algumas pessoas usam a volatilidade das moedas para tentar lucrar no curto e médio prazo.

E a volatilidade gigante do mundo cripto é um prato cheio aí para os
traders que buscam comprar no preço x e vender por um preço 3x, por exemplo, lucrando com a diferença entre o preço de compra e o preço de venda.

Mas no caso do bitcoin e das criptomoedas, o que vale mais a pena, afinal?

Primeiro que, tanto para fazer hold como para trade, você precisa comprar os bitcoins ou criptoativos, e o Mercado Bitcoin é a exchange segura, com
liquidez, onde você encontra bitcoins e várias outras criptomoedas para começar a montar o seu portfólio de longo prazo ou para operar a volatilidade se assim você preferir.

Bom, a decisão entre fazer hold ou trade depende de duas coisas: do grau de envolvimento que você quer ter e da sua estratégia investidora.

Tem pessoas que são hodlers e traders. Uma coisa não exclui a outra.

Muita gente costuma fazer compras constantes ao longo do tempo com foco no longo prazo ao mesmo tempo que reserva uma graninha para lucrar no curto prazo, né?

Ou seja, com a oscilação frenética das criptos. O importante é saber a diferença entre essas duas estratégias. Para você ganhar dinheiro com trade você precisa identificar os sinais de curto e médio prazo do mercado, os
traders fazem isso analisando os gráficos dos ativos, procurando padrões e posicionando as suas ordens de compra ou venda de acordo com a leitura de cenário que os gráficos proporcionam.

Mas trade não é algo que você sai fazendo de uma hora para outra, precisa estudar, identificar com quais ferramentas, indicadores ou teorias você opera melhor.

Então o seu retorno como trader depende da quantidade de informação que você consegue extrair o gráfico para apoiar a sua tomada de decisão e posicionamento das ordens.

Por isso que eu não existe uma média de ganho com trade ou algo que seja um padrão, depende de como você, individualmente, vai posicionar suas operações.

Qual o maior risco no trader?

O maior risco do trade é que você pode ser uma leitura errada, e acabar perdendo dinheiro comprando na alta e vendendo na baixa.

Por isso para ser Trader você precisa praticar e começar aos poucos.

Outro risco, nesse caso, bem específico com o Bitcoin, é você sair mais
cedo da operação, e o btc fazer aquelas subidas parabólicas.

Aí você pode inclusive perder completamente o movimento de subida. Outro ponto é que o trader muitas vezes nem precisa focar muito nos fundamentos de um projeto… basta que o ativo tenha a liquidez e um histórico gráfico com informações e tendências para começar a operar.

Hodler de Bitcoin, apesar de parecer simples, é algo bastante difícil no quesito emocional.

Controle sua emoção ao operar

A maior parte das pessoas não controla a sua ansiedade frente a volatilidade e vende os seus bitcoins ao longo do caminho. Não consegue
segurar são os mão de alface.

O Bitcoin possui dados de 12 anos de existência e por isso é possível ter uma média de valorização para quem compra e guarda. Esse é um post inclusive que nós fizemos lá no nosso Insta, onde esse gráfico mostra que o bitcoin tem tido um crescimento anual composto, ou seja, uma valorização média nos últimos dez anos de aproximadamente duzentos por cento ao ano. Ultrapassando a performance do ouro, da bolsa Americana, da Tesla, da Amazon e até da Nasdaq.

Isso quer dizer que quem comprou o bitcoin ao longo desses últimos dez anos em média triplicou seu saldo a cada ano que passou. Por isso que a gente bate na tecla do mantra “foco no longo” e eu tô falando aqui de média viu?

Tiveram anos negativos e anos mega positivos, nada sobe em linha reta para sempre né, nem no hodl, muito menos no trade.

Veja Também: A ultima decisão do Tesla sobre Bitcoin

Lado bom e ruim de ser Hodler

Como tudo na vida tem um lado bom e o lado ruim se você quer ser um hodler, precisa aprender a ter estômago forte e aguentar as quedas bruscas.

Depois que você se acostuma aí com as quedas, acaba ficando até animado com a oportunidade de comprar com desconto quando daquela corrigida.

Se você acha que fazer hold é muito chato e prefere ir para o caminho do trade não esquece que essa valorização média do bitcoin é algo a ser batido no longo prazo, se não, vale muito a pena ficar parado, estressado na frente da tela do computador de olho em candles e linhas gráficas.

Na nossa opinião, a gente tem que ser livre para fazer o que a gente quiser seja a sua opção hold ou trade, o importante é entender os riscos para o seu perfil investidor e saber no que você tá se metendo. (Fonte: Mercado Bitcoin)

A gente enxerga o trade como uma forma de acumular Satoshis, você pode operar altcoins, por exemplo, ou até ativo os tradicionais, e converter o seu lucro em bitcoin, acumulando ainda mais satoshis pro longo prazo…

Ou seja transformando o lucro do trade em Hodler. Olha aí que maravilha! Resso Premium

A última dica é: separe as coisas né, tenha o saldo dedicado para o trade para fazer as suas operações, mas também procure ter uma carteira de Hodler pro longo prazo para garantir que você não vai perder a sua exposição ao bitcoin ao longo prazo, né, daqui alguns anos vai perder o crescimento do Bitcoin. Espero que você tenha entendido e gostado, e até a próxima.

Textura aqui

👉PARABÉNS VOCÊ GANHOU R$50,00! BAIXE O APLICATIVO ABAIXO E RESGATE SUA RECOMPENSA👈